" Realinhando as órbitas dos planetas, ou talvez tentando realinhar as órbitas de meus pensamentos... "

domingo, 19 de dezembro de 2010

Como se houvesse tempo suficiente...

" Na vida, não existe tempo suficiente para nada, pois cada dia, surge algo novo que ocupa alguns minutos ou horas de suas 24, que ocupa 1 dos seus 12 meses.. que ocupam alguns anos dos poucos que você tem! "





E a discussão dava para se escutar de longe...

Kevin: Eu não quero saber Beatriz, você me vem com essa sua ladainha de sempre, dizendo que não é bem assim, que estou imaginando coisas, SERÁ QUE SEMPRE ESTOU IMAGINANDO COISAS?
Beatriz: NÃO AUMENTA O TOM DE VOZ PARA FALAR COMIGO KEVIN! - disse, e sua expressão de tristeza se tornou de raiva - EU JÁ DISSE A VOCÊ QUE EU ODEIO BRIGAR, E POR QUE VOCÊ SEMPRE ME VEM COM UMA COISA NOVA?
Kevin: Ah! Então você quer dizer que eu invento tudo isto ? Por que não diz logo que está afim de passar o natal com sua família e não comigo?
Beatriz: Porque eu não ia dizer isso e você ja me interrompeu dizendo que já sabia o que era!
Kevin: E não acertei?
Beatriz: Ah, cala a boca, vai! TCHAU KEVIN, VOU PRA CASA!
Ela se virou e uma lágrima caiu, e saiu andando sem olhar para trás.


A chuva caía bem de leve e Kevin continuou, ali, parado, pensando se realmente ele deveria ter esperado ela dizer o que ela iria dizer antes de tomar qualquer atitude e já ir se enfurecendo com ela. Pensou em ir atrás dela, mas o orgulho o impediu, o seu Ego, a superioridade machista que nele havia não deixou ao menos ele ligar para ela. Ele sabia que se sentiria muito melhor se ela viesse atrás pedindo desculpas e procurando uma reconciliação como sempre fazia quando brigavam. Nunca passavam mais de um dia brigados, porque sempre ela tentava se reconciliar antes de dormir, e fazia isso todos os dias que eles se desentendiam.





E mais uma vez ele a esperaria, talvez ela ligasse ou talvez iria até a casa dele. Então ele achou melhor ir para casa e aguardar Beatriz dar algum sinal de que queria que as coisas voltassem ao normal.

Ao chegar em casa, entrou, fechou-se em seu quarto, e ficou ao lado do telefone, esperando ansiosamente para que ela ligasse, afinal, a briga não tinha sido por um motivo tão sério assim! Ele esperou... esperou... esperou e foi vencido pelo sono e o cansaço de esperar.




No outro dia acordou assustado, pois não havia nem uma chamada perdida, e Beatriz não aparecera em seu apartamento, o que significava que dessa vez ele se surpreendeu porque ela não fez o que costumava fazer. Pensou o que podia estar acontecendo. Ultimamente estavam brigando demais, e ela estava o evitando, nos últimos meses, ela não se encontrava em casa na parte da tarde porque alegara que tinha se matriculado em um curso de pintura.
Então ele resolveu ligar para ela...





NÃO HOUVE RESPOSTA!

Foi até a casa dela, bateu e ninguém atendeu. A vizinha disse que não a viu chegar em casa ontem. Nessa hora Kevin entrou em desespero... O que pode ter acontecido? Será que ela está bem?
Vizinha: Acho que o tratamento dela deve ter reiniciado ontem, porque ela nunca dorme fora de casa. Por que não vai até o hospital?
Kevin: O quê? Tratamento?
Vizinha: Beatriz descobriu que tinha um tumor no coração há 11 meses atrás, e de lá para cá, todas as tardes ela ia ao hospital para receber o tratamento, mas os médicos disseram que ele aumentou de tamanho muito rápido, e nada mais pode ser feito, então ela parou de fazer o tratamento e só ia ao hospital para tomar vitaminas, porque o médico disse que talvez se ela ficasse um pouquinho mais forte, poderia voltar a fazer o tratamento...
Kevin: Ela não me contou isso, por que? - Seu semblante se mostrou preocupado, entristecido, 1000 expressões em um segundo, ele não sabia o que pensar, o que fazer - Você sabe o hospital que ela ia?
Vizinha: Não sei, mas talvez tenha alguma coisa na casa dela, eu tenho uma cópia da chave.

Kevin pegou a chave e na hora que entrou viu Beatriz esticada no chão, correu para ver se ainda havia pulso, sim, ainda havia. Chamou uma ambulância para levá-la ao hospital, mas não acompanhou ela, pois quando entrou na casa de Beatriz, notou que em uma de suas mãos havia uma caneta, e ao lado dela, o telefone e  um papel com algumas letras rabiscadas, que transmitiam desespero, algum borrões no papel, dizendo:


Meu amor, neste momento você já deve saber de tudo, tentei te contar ontem, mas você não deixou e acho que era outra coisa. Todo esse tempo quis te poupar da minha dor, tentei protegê-lo para que não sofresse, nunca deixei que fossemos dormir sem resolver nossas desavenças, é porque eu aprendi a viver como se fosse morrer no outro dia, a minha vida se tornou incerta, queria demonstrar o quanto te amava, pois eu podia dormir e acordar, ou fechar meus olhos para sempre.


Te amo e até um dia.

Beatriz

Ao terminar de ler isso, o telefone tocou, era do hospital dizendo que Beatriz não aguentou chegar ao hospital e morreu a caminho.
Já desesperado e cheio de lágrimas, ele correu, correu dali como nunca havia corrido antes, foi para sua casa, e naquela noite, nublada e chuvosa antes de ouvir o disparo do revólver, começou a escrever entre lágrimas e soluços..


Eu vivia como se nunca fosse morrer, e agia assim com as pessoas, com você, com todos, achava que havia tempo demais para reconciliações e para pedir perdão, no entanto, não foi o suficiente, pois sei que todas as noites de reconciliação você ficava triste, poque eu não  te dava o devido valor e nunca ouviu de minha boca um pedido de perdão.
Se você viveu como se fosse morrer no outro dia, hoje eu morro para viver com você PARA SEMPRE

Espero que um dia possa me perdoar. Te amo.

Kevin.


No outro dia, encontraram Kevin morto, e na parede um rabiscado que dizia:

VIVA COMO SE FOSSE MORRER UM NO OUTRO DIA!


 

Fica a dica, Passar bem! ;)



 

sábado, 18 de dezembro de 2010

O que eu também não entendo!


Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

( Dalai Lama )








Há dias em que me questiono sobre tudo na vida,
é porque conforme os ponteiros vão completando voltas e mais voltas eu me surpreendo mais com os acontecimentos,
cada dia surge algo novo que jamais havia passado pela mente,
e é nesse momento em que me vejo cercada de coisas que julgo não haver saída,
derrepente até haja alguma, mas como saber se é realmente uma saída, ou uma entrada para um problema pior?
O fato é que temos a certeza de algo e depois descubrimos que não era bem assim, necessariamente, exatamente assim... e você se vê em um lugar que parece familiar, mas se faz tão distante de você, tão estranho...
as pessoas, as coisas, o modo de agir, simplesmente tudo...você considera conhecer as coisas, convive há tantos anos com as pessoas, e realmente acredita que conhece, e então com uma atitude de alguns minutos, faz todo o resto parecer mentira...
A complexidade da vida me assusta, você não sabe do futuro, acredita que dias melhores virão...e esquece que no momento em que está pensando em dias melhores, seria perfeito para ser o primeiro dia dos melhores que você espera..
todo dia, a todo instante, você deseja ser melhor em alguma coisa, ou ao menos ser bom em algum coisa, vive numa busca constante por algo que nem você mesmo sabe o que é... Só sabe que se não encontrar passará os proximos anos frustado, com um oco em seus sentimentos...
Derrepente até seja amor que procura, mas por que quando se tem a impressão de que encontrou, sempre surge algum obstáculo, qualquer coisa que te faça repensar se valeria a pena?
Por que o sabor da conquista dura muito pouco? Passar anos planejando para no fim, descobrir que era algo além daquilo que você queria!
Talvez nada que eu tenha dito até aqui faça sentido, ou faria se eu soubesse me focar em alguma coisa... mas é que o cansaço está tomando conta de mim, estou cansada de tentar achar as respostas de perguntas que nem ao menos sei formular, se dizem que é mistério, então que continue sendo assim, mas enquanto não souber como esse sistema funciona, com justificativas ou não, intencionalmente ou não, continuarei errando...e acertando as vezes, tentando fazer no pouco que me cabe algumas pessoas felizes, basta saber que meu combustivel é intensidade dos sentimentos. Porque o que meus olhos podem ver não me impressionam, mas se for capaz de me fazer sentir o coração bater diferente, parabéns,  encontrou a mina!




Passe beem!


quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Eles jamais saberão...

Porque tudo o que eu estou segurando
É tudo que eu não posso deixar ir ♪









Talvez ainda seja o momento de haver lágrimas nos olhos; 
Talvez eu tenha que esconder meu sorriso;  
Talvez eu deva deixar o vento levar o que escondo atrás de mim,
ou talvez não.. 
ainda me lembro do que foi dito sobre o futuro;


Queria concretizar os planos,
fazer valer os atos,
minimizar os problemas,
estabelecer os sonhos,
me acostumar com os fatos, mas acima de tudo
cumprir as promessas!


Independente de qualquer circunstância, jamais verei os olhos castanhos de nossos filhos que nunca existirão;
nem contarei a eles como nos conhecemos em uma noite de Novembro,
nem como nos reencontramos a beira-mar em uma tarde ensolarada de Janeiro, nem como precisamos nos distanciar para saber a força que tem um sentimento verdadeiro, nem como o arrependimento vem para o crescimento, nem como perdoar pode ser uma ótima forma de demonstrar carinho, nem como quebrar regras se torna interessante se a causa for mais um segundo junto, nem que fizemos planos sobre eles, nem que o nome de um deles é de um jogador de futebol, nem que o nome do outro é de uma coisa que se conquista quando se vence algo muito difícil, nem que a mãe deles tinha uma paixão obsessiva por um animal que vive no gelo, nem que era fissurada em signos na época em que nos conhecemos, principalmente no signo do pai deles, nem que os pais deles são dois arquitetos importantes na sociedade, nem que sua mãe sempre viaja para Dubai a trabalho, nem que o seu pai não foi a sua apresentação do colégio no sábado porque foi fazer trilha, nem o quanto era engraçado comer espetinho quase todos os dias as 19horas, nem saberão o porque todo ano os pais deles vão à praia e passam o tempo todo sentado em umas pedras olhando o mar, eles nunca saberão que a mãe todo dia sente a falta do choro deles que jamais será ouvido, nem que a Janet não limpou os vidros da porta da sala como deveria, jamais ele verão as cartas que seus pais escreviam quando começaram a namorar, nem como escolheram a cor do jogo de quarto, JAMAIS saberão como eu amei e ainda amo o pai deles, e que todo dia me enfureço por não poder imaginar mais que irei fazê-los dormir na rede, ou que deixarei eles dormirem entre nós dois, em nossa cama, quando tiverem um pesadelo, que me dói saber que nunca irei assistir uma peça de teatro deles na escola e que não estarei presente quando tiverem algum problema, eles jamais saberão que um dia fizemos tantos planos e NADA, absolutamente NADA será concretizado.
Pelo menos é o que o destino está me fazendo acreditar, que somos diferentes, vivemos em universos paralelos e que um dia, sorrirei ao ver você fazendo compras ao lado de sua mulher no supermercado, com o filho dos dois em seu pescoço... e apenas irei sorrir e dizer: "oii, quanto tempo, você parece ótimo", mas nesse instante, na minha mente, eu me lembrarei de tudo que aconteceu conosco, nossos planos, momentos, recordações, brincadeiras, planos, risos, lágrimas, raiva, tristeza, alegria, da nossa história. E então, continuarei sorrindo e irei me despedir, desejando nunca mais te encontrar, porque toda vez que eu te rever, me lembrarei da nossa promessa de fazer com que SEMPRE fosse o tempo que ficaríamos juntos...






Passar bem, seja feliz :)









quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

If tomorrow never comes?


Estupidez é acreditar que ainda nos resta tempo suficiente para fazer TUDO.Na realidade  há tempo de sobra, mas a sua utilização é de maneira inadequada."


E se o amanhar Nunca chegar?



sábado, 25 de setembro de 2010

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Queria fazer diferente!

Eu queria agradar a todos, me humilhar sempre, ter muita paciência, saber agir, tomar iniciativas, sorrir sempre, ignorar ofensas, não deixar que os elogios me subissem a cabeça, obedecer a quem tem autoridade, ser honesta, não mentir, ser mais responsável, fazer as pessoas ao meu redor felizes, dar conselhos úteis, expressar melhor meus sentimentos, não me contradizer, levar a vida mais a sério, levar as pessoas mais a sério, ser menos egoísta, não magoar quem eu amo, oferecer a outra face, ser caridosa, demonstrar mais afeto, aproveitar mais a vida... 
A partir do momento em que comecei a ter dificuldades em fazer tudo isso de uma vez só descobri que sou ser humano, reconheci que sou imperfeita, falha demais! E é por isso que muitas vezes eu sou orgulhosa, não tenho muito paciência, não sei agir, espero os outros tomarem iniciativa primeiro, escondo o sorriso, não ignoro as ofensas e ofendo também, sou soberba, desobedeço meus pais, não ajo com honestidade, minto, faço infelizes aqueles que me rodeiam, penso só em mim mesma, dou conselhos imprestáveis, guardo meus sentimentos para mim, me contradigo, levo a vida e as pessoas na esportiva, magoo demais as pessoas, principalmente as que eu amo, digo não quando posso dizer sim, sou irresponsável, sou um poço de indiferença, deixo a vida passar e não faço nada para que alguns momentos sejam marcantes...
E nessa imprevisibilidade vou vivendo, vivo nessa tentativa de querer agradar a todos sem saber realmente do que todos gostam.
Eu tento ser melhor a cada dia, eu juro que tento... mas minhas atitudes, minha mente e minhas palavras me traem, algo irreversível... me arrependo sim, queria ser melhor, não a mim mesma,  mas à quem está comigo sempre... porque só assim eu sei que seria um bom caminho para tentar descobrir a perfeição, que muitos acham que já possuo, ou que eles mesmos possuem!
E se me perguntarem o porque de fazer coisas que não gostaria de fazer, eu simplismente responderei: eu não sei! - porque na verdade estou nessa vida só por um pouco de tempo, e pelo pouco que conheço dela sei que agirei mal muitas vezes, e magoarei muitas pessoas, e que não há respostas para todas as perguntas, e as respostas que não são encontradas são declaradas mistérios... Eu quero, e sei que vou conseguir ser melhor dia após dia, e se houver recaídas, que eu comece do zero novamente, mas o que não irei fazer é deixar de tentar, deixar que as coisas caiam na motonia, deixar que caiam no esquecimento os planos que eu fiz para o meu futuro, porque eu sei que somente ao seu lado, e com a minha vida do jeito que está... eu serei feliz!




Passar bem!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

É assim..


Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso.
Quem ama não é grosseiro, nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas.
Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo.

Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência. O amor é eterno. 



(I Coríntios 13 vers. 4:7)


 Fonte: http://www.biblianet.com.br/bibliaonline/ntlh/1-corintios/13.html

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Enxergue as entrelinhas!


Se for pra se embriagar, pelo menos escolha a garrafa certa.Tente ler a embalagem antes e não ache que as duas são a mesma coisa. Hoje os dois produtos podem ser muito parecidos, externamente.No entanto, amanhã.. você perceberá toda a diferença em que há entre os dois conteúdos.
Só o tempo poderá dizer por quanto tempo o que você ingeriu irá permanecer em você e o que irá sentir quando o conteúdo entrar em suas correntes sanguíneas, passando por todo o seu corpo.


Passe Bem!

domingo, 22 de agosto de 2010

Amor assim? Só igual de pinguim!



" Cuide de tudo o que for verdadeiro, e o que não for, apenas deixe passar... "






Então me questiono: Encontrei a felicidade ou ela me encontrou? Se me encontrou, foi por si só ou alguém a induziu aqui?
 Quem me viu há 4, 5 meses atrás perceberiam que meu sorriso que nessa época era incerto agora vive estampado, involuntário. E que lágrimas de tristeza andam um pouco sumidas de meu rosto.
Quem me viu há 6,7 meses atrás perceberia que estou como agora...assim ó, relativamente impossível definir o estado que me encontro em uma só palavra!
Posso dizer que dia 07 de Janeiro desse ano, adormeci e acordei em um sonho, que mexeu com minha realidade. Me confundi, já nem sei o que é abstrato ou o que é real, mas seja como for.. não quero acordar!
Nunca achei que amar alguém fosse assim. Não sei se a minha visão do amor é universal, ou se cada um tem uma forma de ver e sentir esse sentimento.  

Começar a rastejar, passar a andar, depois correr, pegar impulso para saltar e então voar. E quando estou nesse último estágio é muito dificil colocar meus pés no chão novamente, então é necessário que eu tenha a estabilidade que você me dá continuamente.
Hoje em dia, vivo uma vida que não é minha, sorrio um sorriso que não é meu, porque todos comandos do meu corpo dependem de você! Você me apresentou a felicidade, me fez ter o meu primeiro contato com o amor verdadeiro, me trouxe a paz, a calma, fez descobrir o sentido da vida e até que borboletas no estômago existem.
Cada dia que passa tenho mais certeza do que sinto. Não considero normalidades meu coração bater aceleradamente, nem meus olhos hipnotizarem o olhar fixo nos seus, nem a sensação de que o mundo inteiro parou ao ver seu sorriso, nem a minha incapacidade de conter minhas lágrimas ao ouvir de sua boca singelas palavras, não considero nada que sinto em relação a você normal, porque normais são as pessoas que não amam, a partir do momento em que encontrei alguém a quem pude confiar o meu amor, aquele que estava guardado desde sempre, deixei de ser normal.. Passei a ser diferente, pois sinto coisas que considero incapazes de outras pessoas sentirem. Basta olhar em meus olhos e ver que deixei de ser como antes.Mudei, sim, pra melhor na minha concepção. Me sinto útil, estou tentando cumprir a missão que me foi passada. Apesar de as vezes minha imperfeição me fazer falhar, estou tentando, e não desisto. Tenho que achar uma forma de compensar o que me faz sentir.
Não consigo nem descrever o que me proporciona, para aproximar digo que é algo surreal, intenso e mágico, tenho a sensação de que vivo em um sonho utópico.
A sua ausência me causa fobias, o tempo usa de sua malandragem conosco, se as horas demoram é porque você não está comigo, mas se derrepente os ponteiros do relógio começam a correr é porque certamente me encontrei com você. Lugares cheio de pessoas se tornam vazios se você não está. Com a sua ausência, não consigo enxergar meu próprio reflexo no espelho porque falta uma parte, aquela que você levou para longe quando se despediu.

Chega até a ser engraçado como tomou conta de minha mente e meus pensamentos, já nem sei mais quem eu sou, isso só você pode dizer, roubou minha identidade! Quando acordo, você é a primeira coisa que me vem à cabeça, e sempre ao deitar, dificilmente consigo desligar meus pensamentos de você e deixar que o sono venha, mas eu sei que ao fechar meus olhos e o sonho começar, você vai estar em algum lugar dele, mesmo que não tenha muito a ver com você, porque estamos ligados a todo momento, juntos ou separados em algum espaço de nossos pensamentos estaremos em sintonia.
A sua ausência me causa hipotermia, necessito de sua temperatura, do calor do seu abraço para me proteger do vazio e frio da solidão. 
Como você consegue? Quem te deu o direito de fazer isso comigo? Me faz perder o sentido, me desliga do mundo alheio e facilmente me transporta para o seu, não consigo sentir meus pés no chão, e nem quero! Mesmo que você não acredite, você consegue me acalmar, me passa confiança. Com você aprendi que é possivel mudanças, que é possivel perdoar e que ainda existem pessoas que valorizam a segunda chance que recebem. Aprendi a passar uma borracha em coisas, erros do passado que por momentos de fraquezas cometemos... Em você eu vi a minha capacidade de amar, de amar da forma mais singela e sublime que existe em mim, em você eu vi o amor e a intensidade.
Quando penso no futuro, a única certeza que tenho é de que quero você nele, comigo, lado a lado enfrentando tudo, risos ou prantos... Se isso ainda não é amor, se é mais que isso, eu não quero amar, eu quero isso que construimos, porque o que temos hoje é melhor do que qualquer sentimento, e se você não for o certo para mim, eu digo que sempre preferi o errado, mas não há como você ser errado, o destino não seria tão sacana conosco te fazendo passar por certo!
Conforme o tempo vai passando e a minha convivência com você aumentando, percebo mais um milhão de motivos para continuar te amando, milhares de motivos para te amar mais e mais...Está demais em mim esse amor, um coração é pouco para guardá-lo, tomou conta de mim por inteira, até desconhecidos que me vêem pelas ruas notam que algo em mim está diferente pois os meus olhos não conseguem disfarçar a felicidade que eu sinto por saber que enfim cessou a minha procura por você.
Não sei como consegui viver tanto tempo sem você... talvez porque nunca pensei que existisse alguém assim. Não preciso dizer o que me agrada e você consegue fazer isso sem dizer e fazer nada, apenas por estar aqui, no lugar exato onde estou.
Amor não é uma coisa simples, diante de tantas pessoas que há por aí esperando ser servido do seu coração na próxima refeição, se torna complicado achar a pessoa certa. Mas graças a Deus, hoje eu sei que achei quem eu tanto procurava, quem eu tanto pedi, não do jeito que eu pedi, mas mais do que eu imaginei, muito mais! Sei que dessa vez, temos certeza do que sentimos, e apesar de opiniões que foram ditas sobre nós, tantos SIM(s) e NÃO(s), opiniões que confundiam a minha, mas que nunca a influenciou, porque no fundo eu já sabia o que queria, e mesmo que dissesse não, minha mente, meu coração, minha alma e até mesmo meus labios me trairiam, porque tudo que eles queriam era ter você denovo, do jeito que estamos hoje.
É, 88 dias de viagem para achar onde era o seu lugar, e no fim descobrir que já havia achado o seu lugar, mas que precisava conhecer outros para ter certeza de que sentiria falta do que tinha antes... enfim, seu amor venceu o orgulho e então novamente começamos do zero.
Mas de uma coisa sempre tive certeza, de que o mundo gira, da muitas voltas e quem tem o controle disso é Deus, e que pelo caminho mais longo ou o mais curto, no fim, nos encontraríamos, porque quando as coisas devem acontecer, simplesmente acontecem. Acredito na ordem natural das coisas, sem precipitações, sem começar pelo fim, começando pelo início teremos a glória dos aplausos na chegada... e então olharemos para trás, para o caminho que percorremos, e veremos que nossas pegadas são de uma só pessoa, e perceberemos que o nosso amor nos unificou na perfeição!
Eu te amo demais, tanto que até duvido, não do sentimento, mas duvido de que tudo isso seja meu, só meu! Tenho tanta sorte de ter encontrado você dentre tantas pessoas, sorte de saber que eu tenho você ao meu lado, para me ajudar sem ao menos eu pedir ajuda, para ser o que não sou, para me completar, para me fazer aprender com as nossas diferenças, enfim achei a última peça do quebra-cabeça, e mesmo que não fosse exatamente proporcional ao lugar reservado a ela, ficaria com um quebra-cabeças imperfeito mesmo, mas tenho certeza que seria perfeito com você! Consegui chegar ao outro lado da ponte, e de fato, a reforma nela a deixou estável, pois em nenhum momento senti tremores! 
É tão bom sentir que é reciproco, não porque você me diz, mas porque eu sinto, sinto que há amor em nós, e sei que esse amor vencerá muitos barreiras e explorará muitas fronteiras.
E a cada dia que passa, ele aumenta mais, e sei que vai chegar em um tamanho que me surpreenderá de tal maneira que vou me perguntar como posso amar tanto assim, e nem saberei o que fazer com esse amor todo.       

Dessa vez meu Amor, sim, é para sempre, e muito além dele, porque valorizo cada segundo da minha vida, do meu tempo, e cada milimetro de meu amor e tenho total confiança e certeza de que meu tempo, meu amor e minha vida estão em boas mãos  e de que você saberá muito bem o que fazer com eles! 


(You're still the one)
You're still the one I run to
The one that I belong to
You're still the one I want for life
(You're still the one)
You're still the one that I love
The only one that I dream of
You're still the one I kiss, good night
You're still the one ♪



Passe bem ! *-*




segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Mil acasos me levam até você.

Cessaram-se todas as dúvidas, incertezas e inseguranças. Descobri do que sou capaz. Olho para tras, retrocedo no tempo e começo a entender coisas que antes não entendia...

NADA ACONTECE POR ACASO!

Na verdade, já foi dito que todas as coisas ruins são a ausência de coisas boas. Um dia experimentamos o mais doce dos sabores, e no outro podemos experimentar o mais amargo.
Percebi que é na ausência de alguém que compreendemos o quanto ela nos é importante e o quanto nos faz falta. Entendi que é no erro dos outros para conosco que enxergamos a nossa capacidade de perdoar... que quando duas pessoas são erradas uma para a outra, não é justo somente uma sofrer com o rompimento, mas se forem certas e por interrupções alheias houver rompimento, haja o que houver, um dia uma voltará para a outra. Foi no momento de dificuldade, dor, sofrimento e solidão que vi o quanto sou forte, a minha capacidade de suportar as piores situações. Realmente:

A ESPERANÇA = ÚLTIMA QUE MORRE!

Apesar de tudo ainda tinha esperança que todo aquele horror passasse logo, e que tudo voltasse ao normal, se encaixasse no lugar. Pensei que esquecer alguém fosse fácil, na realidade, achei que o havia esquecido, mas nem me dei conta que apenas soterrei o meu amor pelos escombros do ódio, da raiva, da decepção e da mágoa. E isto era o que ainda fazia minha mente pensar nele. Considerava impossível tê-lo de volta. Acreditei no último beijo, e tentava acreditar que já havia o tirado de mim, minha razão me dizia que sim, que estava pronta para encará-lo sem medo, que não havia mais nada dele em meu coração. Tentava acreditar que o nosso amor foi passageiro como os outros, assim como me foi dito. Não teve êxito! Não estava livre daquele amor, quando mais pedia para esquecê-lo, porque seria melhor assim, mas eu lembrava. Eu tentei, tentei esquecê-lo com todas as minhas forças, mas meu corpo, meu coração e minha mente me traiam, mais aquele sentimento crescia... e eu já não sabia o que fazer com ele. Não sabia se me fazia bem ou mal, se era o mal que me fazia bem ou o bem que me fazia mal.. Talvez o veneno e o antídoto!
Fui escrava do pesadelo que não conseguia acordar durante 88 dias, pensava em desistir de tudo, estava morrendo, morrendo len-ta-men-te. Até que inesperadamente, o que estava sem cor, começa a se colorir. O motivo? O amor verdadeiro, o mais sublime e singelo amor que ainda havia em mim, havia em nós, pois somente esta espécie de amor tem cores que não consta em nenhuma aquarela, cores diferentes que nos fazem realmente enxergar o mundo de outra maneira! E apesar desse Universo Paralelo, de encontros e desencontros, ele me trouxe você de volta até aqui, onde eu estava. No tempo que se chama hoje, olho para o ONTEM e entendo o porque de tudo aquilo. Apesar de tudo, sei que dessa vez veio para ficar, porque a vida é muito curta para perdermos tempo com mentiras e sentimentos vagos.




Passe bem!
( ),,,( )
( ♥.♥ )


quarta-feira, 28 de julho de 2010

Manias do Amor




 
 Balneário Camboriú, Barba, Cabelo Grande, Nilmar, Pinguim, Umbigo, Crf 250, Praia, Rosas, Canhoto, Cueio e Limão, Roxo, Coldplay, Signo de Touro, Cowboy (?), Signo de Peixes, Brigas dia de Quarta e Sábado!

hã?

Passe bem!

domingo, 25 de julho de 2010

O Grude é poetinha as vezes *-*

Um sinal de nós dois, de nosso amor, o Pôr-do-Sol...




Até Segunda? :(
Ô meu pequeno talismã,meu amorzinho...coisa mais linda da minha vida,como você acha que eu,logo eu,tão dependente de você,do seu amor,do seu cheiro,seu abraço,seu beijo?
Porque me deixas?..será que tenho feito algo errado?! Ah não,você vai por que é coisa da sua igreja,e você vai lá pedir por nós Né! *-*
Ah amor,como poderei viver sem a sua iluminada,sagrada,saudável e linda companhia?
Acho que vou morrer até lá!..ai meu Deus,me ajude por favor..guarde com todo cuidado o seu anjo mais sagrado e protegido,cuide do meu anjo meu Senhor,eu te peço,imploro...cuide da razão da minha felicidade,do motivo do meu sorriso,e da culpada da minha bobisse!Cuida dessa menina que tem olhos de mel,cabelos negros como a noite,cheiro doce como as flores mais belas do mundo,sorriso mais radiante que o sol,voz como o canto das trombetas,anunciando a vinda do divino dos céus.
Ó Senhor,cuide da razão de toda minha inspiração,da coisa mais linda e cheia de graça que passou por Balneário Camboriú em 2010,aquela que me deixa louco,desconcentrado,avoado,atordoado,desligado..aquela que faz com que meu coração bata mais rápido e devagar ao mesmo tempo
E ai,como eu fico? Como eu vivo sem meu Monster Energy Drink? (aprecie SEM moderação!)
É amor,espero piscar meus olhinhos e chegar bendita segunda feira logo!
Eu te amo demais Priscila,não se esqueça disso meu amor,por favor!
É pra sempre,acima de tudo e todos!
Sem você meu sol não brilha,meu sorriso não existe,falta minha guarda,meu anjo,falta uma parte de mim!
Nosso amor,é mais que amor,é uma força bem maior
Você é TUDO!
(dim durim durim durim dum) um anjo do céu,te trouxe pra mim ♫ ;p
Te amo nenémzinho meu,minha coisa gotosa,a coisa mais mimadinha do grude!
Quero viver com você o resto dos meus dias!
Quero que VOCÊ seja a mãe dos meus filhos! Nilmar e Victoria!
Quero que você ande no velocross comigo!
Você é minha metade *-*
Volta logo pra cá muié! d: TEAAAAAAAAAAAAMO! (LOUCAMENTE,DESESPERADAMENTE!) (L)




terça-feira, 1 de junho de 2010

Salvar o que ainda não perdeu.


"A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar.
(Rubem Alves)




Me ajudaram a sair daquele oceano, que aos poucos me afogava conforme passavam-se os dias. E novamente a tentativa de chegar ao outro lado da ponte foi em vão!
E então, continuei do mesmo lado que estava, mas a ponte havia mudado. Percebi subitamente que não era a mesma ponte. E me questionei se essa seria como a outra. E então comecei a atravessia. Ela não tremia com as ventanias e temporais. Sentia estabilidade, segurança. Sabia que não abalaria. Chegando ao meio dela, pude ver como era o outro lado. Decepcionei-me porque o lado não era como imaginava ser. Não tinha tudo o que eu precisava para preencher o vazio que sentia, não era complementar. O outro lado dessa ponte era extremamente igual ao lado que eu estava, como se estivessem refletindo a imagem dele no espelho. E então vi que não havia motivos de continuar atravessando, o que eu queria era algo oposto ao que eu já tinha, algo que me completasse, que se encaixasse. Vi que não adiantava de nada a ponte estar bem firme, estável se não era aquilo que eu almejava. E então subi em suas grades, e simplismente pulei. Cai nas águas por minha própria vontade, em busca da ponte instável que tantas vezes me derrubou. Nadei sem um rumo fixo. Na esperança de achá-la. Na esperança de alguém me indicar o trajeto até a ponte. E então me cansei de tanto nadar, e resolvi me entregar. Fecho os olhos. E simplismente deixo meu corpo flutuar sobre as águas. Que a correnteza me leve até ela! Sinto alguém me tirando para fora das águas. Abro os olhos e pergunto se não sabe onde fica a ponte que todos temem devido a instabilidade. Ele sorri e responde que sim, inclusive me avisa que reformaram a ponte e a deixaram forte, reconstruiram todo seu alicerce e a fixaram demasiadamente no chão. E ainda me garante que nem o mais temido dos temporais conseguirá derrubá-la. Eu hesito, e me pergunto se isso pode ser verdade, pois não faz muito tempo que ela me derrubou, e não sei se esse tempo seria o bastante para uma reforma como esta. Será que usaram materiais de boa qualidade? Pedi para que me acompanhasse até o ínicio da ponte. Me acompanhou. Pulou na água e se foi, dizendo que me esperaria do outro lado. Com tantas dúvidas, medos e incertezas ainda tenho esperança de que conseguirei chegar onde quero. Dou meus primeiros passos, e ainda está firme. Caminhando lentamente começo a minha jornada, sei que do outro lado há algo que me completa, que me faz querer viver e me sentir viva. 
Nunca é tarde para saber onde é o nosso lugar, por onde devemos passar para alcançar o que queremos, mesmo que haja vários obstáculos. Os obstáculos é que fazem a vitória ser mais emocionante. Mais uma chance, somente uma para salvar o que ainda não se perdeu.

Te encontro no outro lado!


"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.
(Chico Xavier)






Passe bem :)

domingo, 23 de maio de 2010

Assinale a Alternativa (In) Correta!




"Nossas escolhas vão dizer para onde iremos"

 (Charlie Brown Jr.)









Simplismente pensar. Uma hora, um dia, um mês ou até mesmo um ano. Não importa! Por favor, não deixe de levar a sério a vida. Nesse filme não há como cortar as cenas que não ficaram boas. Todo dia colocamos várias pessoas como protagonistas de algumas situações, mas o que não pensamos é que o mesmo pode acontecer conosco. No estilo toma lá, dá cá... as cenas que obrigatoriamente você fez as pessoas que te cercam vivenciar, no amanhã essas pessoas farão você decorar o script, e então é aí que começará o melhor filme de terror, e as cenas não poderão ser cortadas enquanto não disserem "CORTA"...
***
Fez tudo o que quis. Usou os sentimentos sinceros como brinquedo. Colocou na estante a intensidade das coisas. Deixou de lado a magia e a exclusividade dos momentos jamais vividos um dia e acabou com tudo, obrigando ela a colocar um ponto final naquilo e queimasse as páginas, se quisesse. É o que ela deveria ter feito desde quando isso tudo acabou, mas não. Ela deixou lá, intacto, esperando o retorno de Saturno. E aí de quem mexesse naquelas páginas. Houve um grande problema, ao invés de um ponto, ela colocou uma vírgula e virou a página. Mas como começar algo novo sem encerrar o antigo?
Mesmo assim, achando que não haveria problemas ela começou a escrever na página virada, uma nova história. Ela acreditava que a história estava boa, e de fato estava, mas não estava como ela queria. Ela analisou a nova história começada e viu que não prendia a atenção quanto a outra prendia. E em menos tempo do que ela imaginava, ele voltou e quis que ela voltasse a página, que apagasse tudo o que ela não gostava da história deles e que juntos arrumassem aquela história. Ele percebeu que ela não havia colocado um ponto final, então achou que haveria uma chance. Ela ficou completamente confusa, não sabe se é tarde demais, não sabe se consegue perdoá-lo. Por que ele a abandonou? Para ajudar outra pessoa a escrever uma história onde ele achava que seria o principal, talvez. E de fato foi, mas o que ele não sabia é que ele seria descartado das páginas e ficaria sem uma história para escrever. Será que só por isso ele quis voltar para a história Dela? Ou porque ele viu que nessa história era o lugar dele? Ela está confusa, tem medo de encerrar uma história de vez e continuar a outra. As vezes pensa em encerrar as duas e começar uma nova, uma história somente dela, mas tem medo da solidão. Derrepente, ela pega uma borracha e a dúvida e as alternativas a endoidam. Não sabe o que apagar. Talvez a mágoa do abandono, o ódio, a raiva e tudo aquilo que não fazia bem e tentar continuar essa história. Ou apagar Ele com suas desculpas e arrependimentos, juntamente com a história, virar a página e continuar a história  começada, porque um outro alguém a espera com um lápis do outro lado do papel.
Como sabemos que já chegou a hora de desprendermos de coisas desprendidas mas que insistem em continuar presas ?
Perdoar realmente é divino, é como se você perdesse a memória e se recordasse somente das coisas boas que aquela pessoa te fez. Mas como? Se você só consegue lembrar das últimas atitudes dela com você, atitudes estas que nem sequer te fazem bem lembrar. Alguém que já fez muito mal pode te fazer bem? Não se pode dizer que é ciclico, porque eu aprendi que alguém que te fez muito bem, um dia pode se tonar a pior pessoa que você conhece, mas não sei se pode acontecer o vice-versa.
Não há como saber se é tarde demais, apenas o TEMPO irá dizer as regras do jogo. Tudo o que Ela quer, é conseguir terminar de escrever o seu livro de romance, com o mínimo de sofrimentos possíveis, e não fugir dos focos e passar a ser um livro de terror, onde ela sofre do começo ao fim!


Passar bem ~~


Música da Semana ♫




Imagem Nostalgica!




sábado, 22 de maio de 2010

Pra que tantas opções?



Pensar e agir. Jogo rápido, ou lento em determinadas situações. Seria bem mais fácil se pudéssemos testar as alternativas antes e já saber em qual lugar elas nos levariam antes mesmo de escolhe-las. Por que decidir é um verbo que se torna um grande problema para mim? Creio que seja um grande problema para todos. Algumas pessoas vêem mais facilidade porque simplismente não pensam nas consequências do amanhã, decidem e pronto. 
E fica a questão: Pensar e não agir? Ou simplismente agir sem pensar?

**********************************************************************************


Passe bem :)

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Selinhooo *-*



Queria agradecer de coração a minha amiga do blog Jaqueline Gonchoroskide São José dos Pinhais - PR pelos selinho e pelo carinho de ter me indicado. Quem quiser dar uma olhadinha no blog dela é só clicar -> Com certeza é amor! Obrigada Jack, você é muito querida *-*

Vamos às regras: este selinho tem algumas Regrinhas básicas...
Responder ao questionário abaixo e indicar 10 amigas.

 1- Qual a sua marca de maquiagem nacional preferida?
 Ah, não tenho marca preferida não. Não sou muito vidrada nisso.

2- E internacional?
Mesma coisa. :(

3- Qual o seu perfume predileto? Pra citar somente 2:
Humor (da garrafinha vermelha) e Glow By J-Lo

4- Melhor compra de cosméticos?
não me lembro!

5-Pior compra?
não me lembro também.

6- Fale 7 coisas de você:
- Complicada
- Indecisa
- Intensa
- Simples
- Mística
- Preocupada (disseram pra mim que sou)
- Carinhosa ( disseram pra mim que sou também)
__________________________________________________________________________________
 

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O que fez a diferença!



" Devido a não saber lidar muito bem ao ser surpreendida muitos podem interpretar mal minhas reações."

 Me sentindo perdida comecei meu trajeto por um novo caminho, deixando para trás companhias antigas que antes já haviam me deixado de lado e acabei seguindo só. Senti que havia chegado a hora de viver de uma outra maneira, e tentar fazer tudo diferente para obter resultados diferentes e melhores.
Pensei que a jornada no meu estado singular seria longa e fria.
UM GRANDE EQUÍVOCO!
Não sei como, nem quando, muito menos de onde apareceu um alguém que gentilmente ofereceu sua companhia. No começo, os pensamentos e a razão me diziam que logo minha companhia me abandonaria e iria seguir outro caminho, mas não!
Não sei como, mas quando estou contigo, me faz esquecer de meus abandonos e tristezas. Me coloca um sorriso no rosto. É incrível o seu poder de empatia e sempre saber o que vou dizer ou o que estou pensando. Essa mania de querer me agradar e me contrariar sempre em assuntos que nem importam. O olhar fixo em meus olhos. E a preocupação em saber o que passa pela minha cabeça quando no silencio resolvo mirar o nada. Seus cabelos desconectados levemente balançados pelo vento, isso me fascina. O sorriso que me faz sorrir. O abraço que em momento algum me deixa sentir que estou insegura.Os pensamentos que compartilhamos. As visitas inesperadas. E as surpresas em horários inapropriados. A nossa igualdade. Talvez uma pergunta inesperada e a forma como me deixa sem resposta para ela.Tudo isso me faz sentir a diferença em você que não vejo nos outros.
No momento em que me sentia mais sozinha e vulnerável, cansada de caminhar sem alguém pra conversar e contar meus problemas, dúvidas e planos, compartilhar alegrias e tristezas, sem ter alguém para doar os meus carinhos, enfim... cansada da solidão, Você apareceu, tirando de mim a rotina e o vazio que aos poucos me consumiam, e colocando uma nova forma de viver, enxergar o mundo e a vida.
Não sei que nome se dá a isso que sinto, mas só ter você por perto faz a diferença.
Espero que aos poucos, sem planejar muito, naturalmente tudo se encaixe onde deve se encaixar, e que a felicidade nos encontre pelo caminho.
Ontem o que era singularidade, Hoje se tornou pluralidade e que continue assim no Amanhã!



Passar bem, é :)



ps. Espero ter respondido a algumas perguntas que estavam com as respostas pairando no ar. '-'

sábado, 1 de maio de 2010

Até quando?

É como se as vezes eu sentisse que estou presa em mim mesma.
Pára que está tudo errado.
Expressar ou não expressar os sentimentos?
In-ten-si-da-de, essa é a palavra que me define, define meus atos, atitudes e gestos.
Deixo conhecer o que se julgava desconhecido,
Ou apenas deixo saber o que já está diante dos olhos?
Não consigo evitar!
Ou amo demais, ou nem amo.
Falo o que sinto, ou nem falo.
 Timidez? talvez, mas eu diria sinceridade.
 Ou é TUDO ou é NADA, ou é SIM ou é Não.
Não sou decidida, mas sim indecisa. 
Compulsivamente confusa e constantemente complicada.
Não queira me seguir, nem me acompanhar.
 As vezes o meu outro EU que está aprisionado grita,
tenta dizer a todos o que sente.
e se torna vulnerável.
Mas ninguem o entende, então novamente ele se fexa,
 Em um silêncio frequente,
Onde aquele olhar vago, mirando o horizonte, olhando o nada expressa o que quero dizer.
Mas ninguém foi capaz de ouvir o que quis dizer.
Palavras, palavras, palavras, falar.
Falar? Para quê?
 Deduza o que estou sentindo e verá que não entende nada sobre amor,
e nem de coração.
Penso uma coisa, digo outra.
Será que alguém consegue me entender? Me escutar.
Sentir o mundo e as coisas como eu sinto?

E há quem diga que ser bom demais estraga tudo,
concordo!
Mas não tem outro jeito.
 Não vou manter em cativeiro os sentimentos que tenho,
ou vou?
 Promete?
 Se eu revelar e contar o que até então está oculto,
 não irá usar isso a seu favor e não 
 à nosso favor?
Por expressar demais, resolveu calar-se.

Mas estou cansada de viver em um mundo onde ninguém diz o que sente, ninguém age com o coração, ocultam e enjaulam o sentimento porque acreditam em uma teoria inexistente, que a principal caracteristica é conquistar e não deixar ser conquistado, amar o orgulho e esquecer que orgulho não tem nenhum parentesco com amor.
Pra que isso? Ame, e deixe ser amado. De uma oportunidade pra vida te mostrar que sim, ela é justa e que você tem todo direito de ser feliz, cercado de pessoas que resolveram dar asas aos sentimentos mais sinceros!

Ah! garota confusa e que foge dos focos, é assim que sou!



Passar bem, ou não! '-'

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Apenas SIGA!

Qual a alegria que se tem de ser melhor em tudo? Será uma coisa vã se tentar alcançar esse objetivo, pois na vida sempre encontrará alguém melhor que você em alguma coisa, mas se pararmos para pensar por um lado otimista, isso é bom, porque serve para nós procurarmos pelo crescimento próprio, para vivenciar aquele sentimento de competição.
Não chegaremos em primeiro lugar na linha de chegada se continuamos parados.
É preciso visar a linha de chegada e traçar um objetivo para alcançá-la.
Não ligue para os SIM(s) que receber, não se acomode com isso. Apenas se motive, mas não ache que a batalha já está ganha. Por que se te derem um sim e vc levar em consideração só isso, mais tarde não soberá lidar com os NÃO(s) que encontrará pelo caminho.
Não se decepcione caso te derem um NÃO, com certeza será muito mais gratificante, porque você irá se esforçar para fazer daquele NÃO um SIM e com isso irá mostrar a todos a sua capacidade, e com certeza você sentirá que está um degrau acima. Você também pode chegar ao topo, basta querer, basta acreditar em si mesmo e não desanimar diante das críticas, diante dos incetivos negativos que receber. Competir e comparar é preciso! Foque o objetivo e apenas siga avante e não olhe para trás.
Porque para alcançar as pessoas que estão acima de você, basta ter "pernas" para subir os degraus.

Passar bem!


Hit do dia!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

E mais uma vez o coração foi salvo graças a ...



" O coração tem razões que a própria RAZÃO desconhece..."                                                                        (Blaise Pascal)

O coração como sempre é o suicida. Veneno no estômago, faca nos pulsos, revólver na cabeça, corda no pescoço. Várias maneiras, várias opções ele encontra para acabar com a própria vida após uma desilusão amorosa. E então, a Razão inesperadamente chega e joga fora os venenos que estavam guardados na gaveta esperando a coragem chegar para ingerí-los. Dá um nó frouxo na corda para que a corda não aguente o peso do corpo. Num movimento rápido, retira a faca, o revólver dele e a intenção de morte da mente. E coloca a realidade, a verdade a sua frente. Quando tudo parece estar perdido, num labirinto sem fim, a Razão simplismente faz o coração pensar, e enxergar as coisas como realmente são, e não o que queria que fosse. Por idealizar demais as coisas, por trazer a ficção para a realidade é o que faz com que ele se decepcione e ache que a morte é a solução. Normal isso, porém a razão nunca deixará de agir. Mesmo que ela chegue depois que o erro foi cometido ou 2 segundos antes de acontecer uma tragédia, mas ela irá chegar e salvá-lo. É uma pena que o coração não a escute antes de agir por seus impulsos e instintos.
Talvez porque, por mais decepções que ele sofra, ele nunca desiste, sempre vê uma nova oportunidade de tentar e sabe que se ainda não for o tempo, mesmo que ele tente um suicidio, a razão não deixará que nada mais de ruim aconteça. E a vida é mesmo assim, a razão como sempre a heroína da história, e o coração o suicida. Apesar de serem totalmente o oposto um do outro, um ajuda o outro e deve haver um equilibrio entre as duas coisas.


Passe bem!

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Coração abaixo de zero.



"O amor é como um relógio de areia, enquanto o coração se enche, o cerébro esvazia"
 (autor desconhecido)


Talvez aí seja o seu lugar. Onde você terá paz.
Ninguém te perturbará.
EU PROMETO!
Ah! é mesmo, me desculpe.
Você não pode ouvir essas duas palavras. Já aprendeu que quem ama não promete e nem faz juras,não é? Já aprendeu que quando um amor é verdadeiro, somente com um único gesto já se identifica a quantidade e a intensidade, não é?
Descanse, e quando sentir que está na hora, saia desse lugar frio e volte para o seu habitat natural;
Naquele lugar onde as emoções prevalecem, e nem se ouve falar em Razão.
Mas por enquanto, é melhor que congele-se, evitaremos sofrimento e mais cicatrizes a você.
Você sabe que não aguentará a baixa temperatura muito tempo, porque sua função é AMAR, AMAR, AMAR e AMAR;
Mas quem sabe a falta de calor, faça você refletir e pensar melhor a quem você dedica a suas batidas.

quarta-feira, 31 de março de 2010

Adeus!

Não era para ter sido sentido dessa forma. Não era para sequer ter acontecido. Doia demais em mim, mas é como se eu quisesse sentir essa dor. Quando se tem algo, está acostumado a conviver com isso, e derrepente por ordem do destino ou por interrupções alheias, esse algo sai da sua vida e já não é mais propriedade sua é dificil a adaptação, mas não é impossível!
No começo o sentimento de perda te consome, te faz pensar que não será possível viver sem aquilo. Mas isso é só no começo.Pensamentos frequentemente incendeiam sua mente incentivando você a pedir para quem se foi, voltar. Não existe orgulho. Não existe vergonha. Não existe nada! Você só quer possuir denovo aquilo que era seu. Você se ira, se revolta por não estar com a pessoa. Chinga, chora. Entra num estado de loucura. Acredita que NUNCA conseguirá desprender-se daquilo. E de fato você não conseguirá se continuar com esse pensamento. Nada na vida acontece se não houver esforço de nossa parte.
Sendo assim... conforme o tempo passou, eu percebi que aquilo que se foi, foi por vontade própria. E que não era o que mais me importava na vida. Que sei muito bem viver sem isso, que posso SIM me acostumar, me adaptar. Que aos poucos o soluto das lembranças vão se misturando e sumindo no solvente do tempo, apagando aos poucos o que passou, porque afinal, momentos não passam apenas de momentos.
Já que foi, que vá para sempre. Sem dúvidas e hipóteses de uma possível volta. Com certeza vai ser melhor assim. Porque na vida devemos aprender que há inúmeras opções, e inúmeros caminhos. Cada escolha que fazemos, deixamos várias para trás.
A vida, a vontade de viver e ser feliz me obrigam a virar essa página, a encerrar essa capitulo da minha vida. Me obrigam a buscar a felicidade. Porque enquanto eu não encerrar um capitulo, não há como começar outro. Assim como não há 2 sem 3. O que não me acrescenta em nada, nao me serve. O que me traz felicidade momentanea não me satisfaz. Estive praticando o desapego, e não foi tão dificil assim. Reciclei o meu coração que ainda está inteiro e batendo e despejei aquele sentimento tóxico no lixo. JÁ ERA! Tudo o que não me faz bem está sendo deletado, excluído de mim. E logo após isso, sinto que chegou a hora de RECOMEÇAR.
E já estou recomeçando. Não significa queimar o capitulo anterior. Mas apenas deixá-lo para trás. Caso algum dia sentir saudade dele, voltar na página e relê-lo para lembrar de alguns momentos bons, mas continuar escrevendo os outros. Porque a vida não pára. O tempo não pára. O mundo não pára. A Terra gira sempre. E todo dia o sol nasce no MESMO lugar e se põe no horizonte. A vida continua, dor e sofrimento são apenas consequências, são apenas formas de fazer você provar de tudo e não somente de coisas boas.

             Adeus...

terça-feira, 30 de março de 2010

Injustiça ? Talvez.

" Sinto uma tremenda revolta quando vejo alguém que me causou infelicidade, FELIZ! É revoltante demais! "

domingo, 21 de março de 2010

Palavras + falsidade = ilusão!

E derrepente depois de levar um choque de realidade muita coisa muda na nossa vida! O que era, deixa de ser. E o que não era passa a ser. O que te conquistava agora já não atinge mais seu coração. O que te feria, ja não tem mais efeito. Enfim, muita coisa deixa de ser importante na vida, e outras coisas ocupam o lugar delas.
Não sei, mas, as palavras pararam de me fascinar. Se antes eu acreditava em tudo o que diziam... hoje eu preciso muito mais do que isso. Dou muito valor a gestos, a atitudes do que palavras. Palavras são apenas palavras, podem ser verdadeiras ou não.
Se ditas no fervor da impulsividade, se tornam falsas.
Gestos não. Ele é a prova real de que as palavras não foram ditas da boca para fora.
É que me cansei de quem muito fala e pouco faz. Isso já não me encanta como encantava antes. Tem que haver um equilibrio entre as duas coisas. No meio termo entre falar e agir ali estará A VERDADE.
Palavras quando ditas podem ser uma arma perigosa, não ferem a matéria, o corpo, mas a alma. Fere de tal forma que por mais que se curem as feridas, sempre irá doer as cicatrizes. Elas iludem, enganam. Acabam com a vida de uma pessoa.
Por isso, o que sinto não demonstro com palavras, demonstro com gestos, atitudes, pois sei que  não tem como agir falsamente, e caso se isso acontecer, todos perceberão. Mas as palavras não, podem se passar como verdadeiras mesmo quando falsas e ninguém perceberá.
Acredito que os casos de desilusões diminuiriam se as pessoas começassem a enxergar o poder que as palavras tem e parassem de dizer coisas que não sentem, falar mentiras!
Sinceridade é o que há ;)

Passe bem (;

sábado, 20 de março de 2010

é.

" amor de verdade não é uma troca, você pode amar mesmo que não seja reciproco. Independe do amor da pessoa amada, ou seja, ou você ama ou você não ama, não existe meio termo e é algo totalmente escravizado pela monogamia "

sábado, 6 de março de 2010

É... e denovo isso!

Acreditei, e dei meus primeiros passos. No começo aguentei pequenos tremores, chuvas e tempestades quando decidi atravessá-la denovo. Fui um pouco mais além do que das outras vezes, ultrapassei o meio dela.
Estava confiante, tão confiante que pensei que poderia passar sem nenhum equipamento de segurança, e assim começou a minha travessia pela enorme ponte.
Estava feliz, tão feliz que me concentrei no final dela. Aquele era o meu objetivo. E acreditei novamente, dessa vez foi diferente. Em momento algum eu imaginei que passaria novamente por tudo que já havia passado das outras vezes. Mas a vida nos prega cada peça...
Um forte furacão veio e... os alicerces da ponte não aguentou. Ele veio, passou, sem dó, arrastando TUDO, não deixando nada.
Inevitavelmente, fracassei e cai... no oceano.
Isso me afoga aos poucos, me sufoca! Algo me puxa para baixo e não consigo voltar a superfície, isso me mata aos poucos... me deixa sem vontade de um dia tentar novamente. Não sei... perdi as contas do quanto isso aconteceu. Do quanto já sofri. Do quanto já chorei. Do quanto já pensei em desistir.
E sei que houve uma diferença, realmente acreditei que havia uma diferença. Tudo indicava que dessa vez eu seria vencedora, que conseguiria o que tanto esperei, que realmente... realmente não iria me deparar com a solidão!
Ela é o que me puxa para debaixo das águas. É o que me desanima e me faz perder a vontade de TUDO! Não sei se a escolha de tentar atravessar a ponte foi o erro que acertei ou o acerto que errei. Não sei se me arrependo. Pois por um momento fui feliz, mesmo enganada, EU FUI FELIZ! Nos momentos em que a vontade e a força de lutar me faziam enxergar que conseguiria.
Infelizmente não foi como pensei. E isso me fez ver que nada sei da vida, nada sei sobre as pessoas, nada sei sobre nada e que essa não foi a primeira e nem a última vez que isso acontecerá. Me fez ver que atrás de cada coisa boa, existe uma ruim. E atrás de uma ruim existe uma boa. E que se depois da tristeza vem a alegria, relativamente depois da alegria vem a tristeza.
E que quem te dá mais força para lutar e seguir em frente nessa loucura que se chama MUNDO, é Deus. Somente Ele! Ele e mais ninguém. Sei que ele irá me fortalecer para que um dia eu possa atravessar os obstáculos da vida sem temer nada e ninguém, e então conseguir chegar do outro lado!

Passar bem :)